25.10.10

Adeus, Walita.


Walita Neutron
Em 1944, no Brasil, Waldemar Clemente, dono de uma empresa de produtos elétricos, dede 1939, a Walita Ltda., aprimorou o aparelho da Turmix, criando no ano seguinte, em 1945, seu próprio aparelho, o Walita Neutron, batizando-o de “liquidificador”, nome que passou a designar para sempre o aparelho nesse país.

Turmix
No final dos anos 40, a Turmix então ingressa na Argentina e tem seus aparelhos também produzidos no Brasil pela Walita, que patenteia no Brasil o extrator de sucos da Turmix, batizando-o de “Centrífuga”, nome que também designa desde então esse tipo de aparelho baseado no liquidificador.

Centrífuga Walita
Em 1946, John Oster, fabricante de aparelhos para barbearia, adquire a Stevens Electric e lança seu primeiro liquidificador concorrente do Waring, o “Osterizer”. Devido à estratégias agressivas de marketing, com extensas propagandas em revistas famosas e programas, os liquidificadores Osterizer e Walita ficaram muito famosos nos Estados Unidos e Brasil, respectivamente. Posteriormente, a Oster cria sua divisão Sunbeam, que se especializa em liquidificadores de luxo, com várias velocidades e acabamentos decorativos chamativos.

Osterizer
No Brasil, a Walita passa a fabricar liquidifcadores para várias empresas e alcança seu primeiro milhão de unidades no início dos anos 50 com um novo e redesenhado liquidificador, que ficou conhecido simplesmente como “liquidificador Walita”. Nessa época, Hanz Arno, fabricante de motores elétricos no Brasil também desenvolve um liquidificador baseado no Osterizer, posteriormente se aproxima da Sears, que passa a desenvolver eletroportáteis com sua empresa, a Arno S.A.

Arno
Tendo a Arno uma relação próxima com a Electrolux, esta passa a comercializar seus liquidificadores em alguns mercados nas décadas seguintes. Ao longo dos anos 50 e 60, a Philips, holandesa, desperta o interesse pelos liquidificadores e outros eletroportáteis da Walita e passa a comercializá-los em outros países. Suas relações aumentam e a Walita passa a ser a fonte dos eletroportáteis Philips para vários mercados ao longo dos anos 60, culminando com a sua aquisição pela Philips em 1971.
A Walita, tendo seu fundador como presidente da divisão até 1994 , então passa a ser o principal centro de desenvolvimento de eletroportáteis da Philips para o mundo desde os anos 70, especialmente de liquidificadores e da “centrífuga”. Ao longo dos anos 80 e 90, muitos ferramentais de liquidificadores e extratores de suco, bem como inovações feitas pela Philips foram adquiridas por várias empresas, especialmente as chinesas, que abastecem hoje praticamente todo o mercado mundial com liquidificadores baseados nos produtos Walita, derivados dos Turmix, que por sua vez, remontam do primeiro liquidificador Waring. A Walita em 1950 já se valia do design e do marketing para fazer sucesso.

Waring
A Philips, detentora da marca desde 1971, adquirida de Waldemar Clemente, "engenheiro, empreendedor e pioneiro" decidiu juntar seu nome à da Walita à partir de 2004. O motivo foi o aumento significativo da presença masculina nas cozinhas e o crescente interesse pelos utensílios culinários. A marca Walita sempre esteve ligada à mulher e ao esteriótipo da dona de casa. Assim fez sua história de sucesso e virou sinônimo de eletrodoméstico no Brasil. Em 2010 a Philips decide extinguir a marca Walita
.

4 comentários:

  1. Demais!!! Adorei o post.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o seu post!

    ResponderExcluir
  3. Ola,temos uma centrifuga igual a da terceira foto que esta sem uso porem funcionando, data do ano de 1957,gostaria de saber a respeito de valor pois esta completa ,digo todos os utensilios e nova inclusive,com seus manuais e receituario,fico agradecido desde ja, sem puderem me ajudar!

    ResponderExcluir